quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Como melhorar a aparência do seu currículo.

Passos para que seu currículo não seja descartado logo de cara!

Saber como fazer um currículo não basta, pois muitos na tentativa de diferenciar-se, acabam cometendo erros grotescos por não conhecerem os limites na confecção deste importante documento.
Esse blog tem a missão de mostrar para você quais são estes limites que não devem ser ultrapassados e como fazer para diferenciar seu curriculum vitae.

Os detalhes que poderão arruinar seu futuro

Os erros mais comuns que mantém os currículos filtrados na hora de ir para a mesa das pessoas que tomam a decisão de contratar na empresa .

Cores: Todo currículo deve ser feito em preto e branco. Não deixe que as facilidades da tecnologia o seduzam pelo caminho dos efeitos coloridos, sombreados e outros modismos.

Listas grandes: As listas geralmente são as responsáveis por fazer com que os currículos passem de duas páginas, além de desestimular a leitura. Se você já trabalhou em muitos lugares ou fez muitos cursos, selecione os últimos ou os mais relevantes para o objetivo almejado.

Lista de referências: As referências são muito importantes para sua contração, elas são o famoso QI (quem indica) e fazem parte do seu NetWorking, porém não devem ser inseridas no currículo. Imprima um documento separado para levar quando for chamado na entrevista.

RG e CPF : Você deve levá-los com você e não deve inserir os números no currículo. Apenas o departamento pessoal se interessará por esses documentos. Apresente-os apenas quando for solicitado, no momento certo.

Pretensão salarial : Não coloque a pretensão salarial no currículo. Essa questão também deve ser discutida na entrevista e pessoalmente.

Fontes diferentes: Não misture tipos de letras. Utilize as fontes tradicionais como a Arial e principalmente com o tamanho da letra acima de 10 pontos. Geralmente os currículos são destinados a pessoas não tão jovens e que gostam de letras maiores.

Ser prolixo: Um currículo que fala, fala e não diz nada, com muitos termos técnicos que ninguém entende é outro erro comum. Seja claro, como quem conversa com uma pessoa que não é da área em que você já trabalhou.

Não colocar a idade : É comum pessoas acima dos 40 acharem que não devem colocar a idade. Isso é um erro, pois se a empresa já decidiu qual é a faixa etária que quer contratar, passa a ser perda de tempo valioso e esforço do candidato omitir essa informação.

Não revisar: Este talvez seja o pior erro que se possa cometer em um currículo. Revise várias vezes e peça para que outras pessoas também leiam a fim de evitar que um único erro passe uma impressão equivocada sobre você.

Usar mais que duas folhas: Um bom currículo deve ter uma única folha, no máximo duas. Isso demonstra o quanto o profissional é organizado, conciso e argumentado.

Aluno: Gustavo Henrique Massochim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário